sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Hospitais universitários vinculados a instituições federais de ensino superior receberão R$ 121,5 milhões para aplicar em atividades de assistência à saúde da população, ensino e pesquisa.


Hospitais receberão R$ 121,5 milhões para assistência à saúde, ensino e pesquisa

Hospitais receberão R$ 121,5 milhões para assistência à saúde, ensino e pesquisa. Foto: http://www.hupaaufal.org/Hospitais universitários vinculados a instituições federais de ensino superior receberão R$ 121,5 milhões para aplicar em atividades de assistência à saúde da população, ensino e pesquisa. O valor corresponde a 60% do orçamento para o custeio dos serviços previsto para este ano.
Os recursos fazem parte do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF) e se referem à parcela do Ministério da Saúde. A autorização e o quadro de distribuição do montante entre os hospitais foram publicados pelo órgão na última sexta-feira, 28 (Portaria nº 2.170 – R$ 4,2 milhões) e nesta segunda-feira, 1º (Portaria nº 2.177 – R$ 117,3 milhões), no Diário Oficial da União.
Os valores destinados a cada hospital consideram entre outros aspectos, o porte e perfil de cada unidade, o número de leitos e a integração com o Sistema Único de Saúde (SUS).
A descentralização ocorre por meio do Fundo Nacional de Saúde e a liberação fica condicionada à comprovação, pelas unidades, da necessidade de pagamento imediato.
REHUF – Criado em 2010, o Programa REHUF dispõe sobre o financiamento compartilhado dos hospitais universitários federais entre as áreas da educação e da saúde e contempla iniciativas de modernização da estrutura física e do parque tecnológico.
Os hospitais universitários federais são responsáveis pela formação de grande número dos profissionais de saúde do país. Em determinadas regiões, são as unidades mais importantes do serviço público de saúde. Eles cumprem papel fundamental na consolidação do SUS, uma vez que muitos são considerados de grande porte e têm perfil assistencial de alta complexidade.
Desde o início de 2012, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação, é o órgão do governo federal responsável pela gestão do programa.
Assessoria de Comunicação Social
Postar um comentário